terça-feira, 30 de outubro de 2012

Natal, Natal e Mais Natal


O Natal dá-me definitivamente cabo do juízo. 

Adoro o Natal e já com a minha listinha de materiais feita para o bricolage deste ano, que vou iniciar esta semana, caiu-o no erro de continuar a ver as coisas da Inspire e não paro de me inspirar, de encontrar coisas lindas, fáceis de fazer e muito baratas.















Botões e Feltro






Papel



Rolos de Papel Higiénico





Cartão Borboleta


Acho que não vou fazer mas como gosto de borboletas e achei a ideia muito gira aqui fica o site que ensina a fazer o Cartão Borboleta.



Mala de Ganga

Ás vezes para distrair e muito mais agora em tempos de crise, vale bem a pena aproveitarmos os materiais que temos á mão.

Neste caso a mala é de ganga mas pode ser de qualquer outro material e o link do blog dá acesso a outros desenhos possíveis.

Vê como se faz esta e outras malas giríssimas que descobri na Inspire aqui Snac Bag Recycling Project



segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Pedido de Natal


Querido Pai Natal antes de começarem a chover pedidos completamente desnecessários para o bem da humanidade e de gente lamechas mas sem utilidade nenhuma como Paz na Terra e comida para os pobres, venho já adiantar-me, sendo a primeira da lista a fazer pedido acho que mereço ser imediatamente atendida.

Há que ter em consideração que nunca deixei de ser modesta nos meus pedidos e que sempre e só pedi o que era necessário e nunca o supérfluo. Chamo também a Tua atenção que o melhor é dares já neste Natal porque senão para o ano vais inventar as normais desculpas da crise por causa do grande aumento de impostos e não estou disposta a aceitar desculpas esfarrapas quando o meu pedido já podia ter sido satisfeito.


Querido Pai Natal este ano eu só quero:

1 iphone
Porque sim, porque me apetece. Nunca fui dada as estas coisas mas este apetece-me muito.

20 mil euros
Não sejas assim... é para casar e ir de Lua de Mel. Tem de ser para as duas coisas porque uma sem a outra não tem graça.


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Espero-te

Tenho saudades tuas nas poucas horas que não estás perto de mim. Não consigo dormir se não te deitas a meu lado. Enquanto a porta não abre e não te oiço entrar, espero-te!

Saber que não estás não me sossega e deixa-me triste. Estar a teu lado é saber-te perto de mim e confortável. É saber que tenho com quem implicar se estou chateada, quem me limpe a lágrima se ela cai, quem me dê um beijo, oiça uma preocupação mas logo porque não gosto de esperar por nada neste Mundo muito menos pelo amor que tenho e preciso.




Electricidade Liberalizada

Têm-me feito algumas perguntas sobre as alterações do mercado privado para o liberalizado da electricidade, eu era só para ter mudado no final do ano mas entretanto informei-me melhor e fiz a alteração para a Galp 5+5. 

Para quem optar pelo pacote da EDP 5+2 informo que a diferença entre uma e outra é de cêntimos, pelo que vi e me informei.

A minha opção recaiu sobre a Galp porque chamaram-me a atenção que estava a pagar, um escalão superior em relação ás minhas necessidades de consumo. Caiu-me bem a atenção e fiz de imediato a alteração sem  me dar ao trabalho de fazer as contas ao que perdi nestes 5 anos num escalão superior só porque a EDP lhe apeteceu fazer-me assim o contrato.

Muitas pessoas não vão poder fazer este tipo de alterações porque não têm gás canalizado e para elas  sugiro que esperem mais um pouco para ver o que acontece até ao final do ano e chamo a atenção para:
  • Ao escolher a companhia de electricidade tenha atenção ás cláusulas contratuais porque a maioria das empresas que só oferecem serviço de electricidade obrigam a uma fidelização de 2 anos. As pessoas que fazem parte do pacote da EDP e da Galp podem mudar até 4 vezes por ano.
  • Ir ao site da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos fazer uma simulação para ver qual a companhia mais adequada para si.
  • Ter sempre em atenção que o mercado privado acaba no final deste ano e que, segundo me apercebi, quem no inicio do ano estiver ligada á EDP privada vai ter aumentos superiores porque a intenção é passar toda a gente para o mercado liberalizado

Esta foi a minha decisão e o que aprendi no processo mas informem-se sobre o que é melhor para vocês.




Umbrella

Quero. Não sei para quê porque tenho o que preciso mas apetecia-me ter só porque sim e porque é fofo. Fico pelo querer, a olhar para a foto.

Não sei onde se compra o prato mas até eu começava a usar chapéu de chuva se o preço não fosse assim... um bocadito alto, vejam aqui: Umbrella Design Gear







quarta-feira, 24 de outubro de 2012

E o Respeito?

Não gosto quando as pessoas chegam á recepção e se empoleiram para espreitar - a isso chamasse coscuvilhice 

Não gosto quando se metem de lado para puderem ver melhor.

Não gosto quando estou a falar com elas e viram-me a cara para olhar o placar das empresas e depois não ouvem ou não percebem o que digo - se querem tirar a informação do placar não me perguntem.

Não gosto quando estou a dar uma indicação e elas viram-me as costas sem verem as minhas indicações - depois ficam perdidas e eu é que tenho má vontade.

Não gosto quando estou a falar com elas e elas a falarem ao telemóvel -  comecei a calar-me quando isso acontece e fico a olhar á espera que desliguem para eu poder fazer as minhas funções em condições.

Não gosto quando as pessoas vão ás reuniões e principalmente ás entrevistas e não sabem com quem.

Não gosto quando as pessoa vão ás reuniões e principalmente ás entrevistas a cheirar a tabaco e mal da boca.

Não gosto quando as pessoas estão atrasadas e refilam comigo porque estou a fazer o meu serviço - tivessem vindo mais cedo.

Não gosto quando as pessoas passam por mim no intuito de passarem despercebidas - sou gira mas não estou aqui para enfeitar.

Não gosto que tentem passar por mim com mentiras - já conheço muita cantiga, tenho as minhas ordens e o contacto do local para confirmar.

Não gosto que venham aqui mandar vir comigo só porque não as sei informar onde é o local para onde querem ir - existem mapas do local no quiosque turístico, essas não são as minhas funções, nem obrigações.


Uma coisa são as pessoas daqui que agem com educação, respeito mas de forma natural (afinal estão cá todos os dias e á vários anos/meses), outra são as de fora que, digo eu, deveriam de pensar na imagem que transmitem.



Não gosto de mais coisas mas agora não me lembro.

Sai da Estrada

Ele: Sai da estrada
Eu: ...
Ele: Sai da estrada. Andas sempre na estrada!
Eu: É por onde andam as grandes máquinas!




Chuva

Images for facebook friends
Nunca gostei do frio mas a chuva encanta-me, deixa-me uma nostalgia e calma sobre as coisas que não vivi.

Fico hipnotizada com borbulhar das gotas a cair no chão e o seu som. 

Imagino que limpa a terra e as almas de todos os males, mas tenho medo quando troveja e aparecem os relâmpagos, a Terra treme. 

Nessas alturas Deus está mesmo muito zangado connosco e eu fico receosa com as possíveis consequências.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Não Desistas

Na minha cabeça existe uma voz que todos os dias repete: 

  • Não desistas!
  • Não baixes os braços!
  • Não deixes de lutar!
  • Não deixes de acreditar!
  • Não pares de sonhar!
  • Não percas a esperaça!
Juro que se não fosse este chato que nunca se cala eu já me tinha deixado ir abaixo. Se não fosse esta luz, esta pequena fé que ainda tenho dentro de mim e que me dá mais uma réstia de força a cada dia que passa eu já tinha desistido e no dia em que eu deixar de acreditar que é possível e que posso transformar os meus sonhos em realidade é o dia em que literalmente morro. 

O tempo vai passando e a espera perpétua-se nesse tempo, mas neste caso particular, eu sei que ainda pode ser possível só agradeço que já que uns cortaram-me parte das pernas e me obrigaram a outros sonhos que os outros não me destruam a estrada e obstruam o caminho - eu só quero ser Feliz.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Moving Forward



Ora bem. Só falta não tropeçares, que ninguém te roube ou mate e serás feliz.
Que assim seja.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Mais Decorações de Natal


Se eu não paro de fazer pesquisas vai chegar o Natal e ainda não fiz nada mas... não consigo resistir a ideias tão fofas, fáceis de fazer e baratas. A Inspire dá-me cabo do juízo.

Juro que no final deste mês já tomei a decisão final e terei feito uma pequena lista de compras para as coisas fundamentais.
















A Defesa



Colhes o que plantas.

Dizem os antigos e é verdade. Como plantas amor é isso que recebes. 

Se alguém não estiver disposto a ver ou sentir isso por mesquinhes, implicação ou qualquer outro "ão" quando fores atacado lembra-te: O teu melhor ataque é a tua esmagadora defesa. Com o teu silêncio poderás danificar gravemente o Grande Império porque as tuas acções falarão por ti.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Tenho Medo

Sinto-me á beira do abismo. Tenho medo. Finalmente tenho medo, muito medo e não páro de perguntar o que vai ser nós!?

Não paro de fazer perguntas, a mim, para as quais não tenho resposta. Ponho imensas coisas em causa e fico triste porque foi pela força do meu trabalho e do trabalho dos meus pais que cheguei aqui e agora querem-me tirar tudo. Tenho medo!!!

Tenho medo do que sinto porque já nem raiva e revolta é - é um sentimento diferente que nunca experimentei mas tenho vontade de matar, de gritar de ir para a rua partir tudo, lançar pedras. Tenho algumas coisas dentro de mim, é uma revolta tão grande que já nem me deixa a tremer - paira, paira cá dentro como um fantasma, uma nuvem de trovoada. 

Apesar de termos combinado ir ás manifestações (coisa que até agora nunca nos passou pela cabeça), nem falo nisso para ver se passa despercebido. Eu adorava ir a uma manifestação mas tenho medo, muito medo do que possa fazer porque a vontade é demasiado grande e está quase tão forte como eu.

Uma pergunta não pára de andar ás voltas na minha cabeça como um ponteiro de relógio em alta rotação: E filhos? Será que vale a pena tê-los? Como vou sustentá-los? Tento engravidar ou não? Tenho medo, cada vez tenho mais medo.

Sinto-me adormecida, a pairar sobre um canhão. Quero guerra, muita guerra!!! Quero Sangue.

Olho para o horizonte e não vejo, não consigo ver, nada que traga Paz e Esperança ao meu Espírito.






Mais Ideias








Meias transformadas em Borboleta


Opá é mesmo fofinho, principalmente para quem gosta muito de borboletas :)




Mais Quartos de Criança










segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Borboletas na Parede


Já não me lembro onde fui buscar isto mas tal e qual como copiei vou postar aqui (mesmo em inglês).
E como adoro borboletas aqui vai esta ideia linda:






Here's how we did it:
1. Buy high-quality paper (please do not use construction paper), the kind at a craft store that has a substantial weight in your desired color and then a piece of vellum. Vellum is a film like paper that is translucent.

2. Search “butterflies” in Google images and select those images (not in flight, but flat), that are appealing to you, perhaps in a few different sizes too. And look for one that is “line-art” that is drawn with a pen, for the vellum paper.


3. Save the selected image and enlarge to what the size you want to print. You want the outcome to be a variety of sizes, and shapes. But here’s the design tip. Stay with one color of paper and the vellum. It will make a much more effective outcome,then using multiple colors of paper. For additional detail use a colored marker in the color of your paper on the velum butterfly.
4. Photocopy the images onto the paper that your have cut to 8 1/2” x 11” to fit in your paper tray in your printer. Alternate: “I don’t have a printer” Place the velum paper on your screen and trace the image with a narrow tip felt marker. Then cut that butterfly and trace the silhouette onto the solid paper.

5. Cut the butterflies shapes from your paper. Fold each butterfly where the body meets the wing. Curlthe wings with a pencil placed on the tip. This where you give them character and why construction paper doesn’t work.

6. Apply your butterflies to the wall with double-sided tape the kind that is advertised that it can be removed easily. Arrange your “flutter” (that’s a group of butterflies) on the wall in a cluster mixing the various sizes.