sexta-feira, 30 de maio de 2014

Mais do que Cansaço

O cansaço consome-me o corpo e a mente. Já estava à beira do desgaste, já tinha informado que estava a precisar de 1 dia de descanso e acabei sozinha duas semanas com tudo ás costas.

Estou preocupada que o meu filho sinta isto e esforço-me para não mostrar mas sei que ele sabe que a minha cabeça vazou, o meu corpo ressentiu-se e com os nervos vieram as tonturas e os vómitos.

Admiro quem é capaz de fazer tudo, as super mamãs, donas de casa, trabalhadoras, domésticas. Não sou nem quero ser uma. Sou frágil, carente. Odeio estar só, preciso de muitos carinhos, de conversar, de sentir que ele está ali e disponível.

Se um dia... se um dia eu tiver de ficar sozinha arranjo à força disponibilidade mental e ajuda mas por agora não tenho necessidade de viver com um fantasma em casa que entra quando saiu. 

Mais do que cansaço sinto-me quase morta e sem necessidade disso... choro e choro e choro...vazia!

Mais do que cansaço é solidão e desamor,

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Semana Inspirada

Esta semana o pai do Diogo esteve a trabalhar e trabalhar e trabalhar... e eu fiquei de mamã a 200%. Será que por causa disso esta semana foi propicia a grandes eventos ou ele andava inspirado!? 


E como nesta semana tive de portar bem para facilitar a minha mãe, no sábado, aproveitei e ajudei-a com a roupa lavada. 
Eu tirava a roupa da máquina, amandava-a para o chão e ela apanhava para estender.

A minha tia deu-me uns chinelos para a piscina. Vai ser giro ver a minha mãe calçar-me isto comigo a encolher os dedos dos pés.

A minha mãe anda nas compras no ebay e depois é o que se vê. 
Comprou 3 sacos de bolas e despejou 2 no chão lá de casa e agora toda a gente brinca a toda a hora. Gente e....

A gata foi ver se o tapete estava seco e ficou fechada na varanda. Eu fui lá salva-la.

No jardim a relva faz-me cócegas mas... só numa perna!!!

E com o meu pai fora quem manda nisto nisto sou e a cama é minha. Vantagem? Quando estou cansado não ressono.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Os Brinquedos Favoritos das Crianças no Mundo

O fotógrafo italiano Gabriele Galimberti viaja muito pelo mundo à procura de aventuras e boas histórias, um dia decidiu fotografar como brincam e com que brincam as crianças de cada país. Descobriu que a forma como brincam é diferente de país para país e que nos países ricos as crianças são mais possessivas com os seus brinquedos.


"Eu precisei de mais tempo antes que eles me deixassem brincar com eles. Nos países mais pobres, era muito mais fácil. Mesmo que tivessem apenas dois ou três brinquedos, eles realmente não se importavam de compartilhar os brinquedos. Na África, as crianças adoram brincar com seus amigos de fora, a amizade tem muito mais valor que o brinquedo".
Galimberti conheceu um menino de 6 anos no Texas e uma menina de 4 anos em Malawi, que ainda tinham os seus dinossauros de plástico para protegê-los dos perigos da noite. Descobriu que os brinquedos reflectem o mundo de cada criança: a menina de uma família abastada de Mumbai gosta de jogar Monopoly, porque gosta da ideia da construção de casas e hotéis, o menino de uma área rural do México ama camiões, porque costuma vê-los atravessar a sua aldeia até à plantação de açúcar próxima todos os dias, um rapaz letão brinca com carros em miniatura, porque a sua mãe foi motorista de táxi, enquanto a filha de um agricultor italiano tem uma variedade de ancinhos de plástico, enxadas e pás.

Galimberti diz ter aprendido muito como os pais criam os filhos. Os pais do Oriente Médio e da Ásia levavam seus filhos para ser fotografados, mesmo que estivessem nervosos, enquanto os pais da América do Sul se portavam de forma relaxada e diziam que poderia fazer o que quisesse, desde que o seu filho não mentisse.

Aqui vão algumas fotos:

































Fonte: Revista Sábado e Google



Convento do Carmo

No dia 26 de Abril fomos comemorar o dia 25 de Abril ou Dia da Liberdade ao Convento do Carmo, palco principal do fim da ditadura em Portugal e actualmente ocupado pela Guarda Nacional Republicana e que nos brindou com uma fantástica exposição da sua história. Desde que vi a exposição do Musée de L' Armée Invalides, em Paris, que passei a olhar para este tipo de exposições com outros olhos.

A entrada gratuita atraiu-nos em detrimento Museu Arqueológico do Carmo, mesmo ali ao lado, mas com entrada paga e o nosso interesse estava bem direccionado. Sabiam que o Museu Arqueológico do Carmo foi o primeiro Museu de Arte e Arqueologia do país?

Mais uma vez o Diogo portou-se de forma exemplar. Parou no pátio para comer e na varanda para admirar a fantástica vista da cidade de Lisboa. Brincámos com uma máquina fotográfica que nos colocava no dia da Revolução dos Cravos ao lado do Salgueiro Maia e "tirámos fotos com ele". Vimos simulações de lutas e ficámos de respiração cortada quando entramos na famosa sala onde todas as decisões foram tomadas.

















quinta-feira, 22 de maio de 2014

Convento de Mafra

Nas nossas mini-férias, em Abril, fomos ao Convento de Mafra cujo maior tesouro é a sua biblioteca que foi eleita a mais bela do Mundo. As técnicas de preservação dos livros e a forma como os protegem de serem danificados pelos insectos também impressionaram o juri do Book Riot.

Dentro da biblioteca existem 500 morcegos guardados dentro de caixas que são libertados, à noite, para se alimentarem dos insectos, chegam a comer o dobro do seu peso. Existe uma lenda que diz que ratazanas gigantes saem de túneis subterrâneos se juntam ao festim.

O bebé Diogo entreteve-se a dar nas vistas para encanto dos alunos, professores e funcionários do Palácio porque gritava para ouvir o seu eco. 

No fim do passeio histórico demos um saltinho rápido ao Jardim do Cerco, ao lado do Palácio, para que o Diogo andasse de baloiço pela primeira vez.






Na Natação

Estão a ver aquela coisa a brilhar? Não é água é baba, baba de mãe.
O Diogo teve um comportamento excelente no dia 17, o seu primeiro dia de piscina. Tão bom que por sorte e como fomos os únicos à ir à aula o professor esteve sempre disponível para ele e estava encantado.
Diz-me ele: 
- O Diogo já mergulhou?
- Na praia levo-o ao banho e deixo-o sentado a brincar com as ondas mas mergulhar, mergulhar...Deu agora dois mergulhos ao meu colo.
- Que mãe corajosa!

Baba... baba... baba... baba...

Mais uns exercícios, umas voltas e brincadeiras e eu só ouvia:
- Excelente, excelente, excelente, ele reage muito bem, excelente mãe, muito bem. Não estou a ver problemas ele reage muito bem! 

E eu? Baba... baba... baba... baba...


Opinião do Professor em relação à idade para iniciar a natação: A baba aumentou quando e sem querer tomei a atitude que o professor acha correcta numa mãe em relação à natação. Eu andava muito chateada porque o Diogo vai fazer 1 ano e ainda não estava na natação. A minha ideia era ele começar o mais cedo possível e como pensava que as inscrições só começavam em Setembro estava à espera. (ao querer fazer uma pré reserva descobri que isso varia de instalação para instalação e como havia vaga não esperei mais)

Na opinião do professor de natação esta é a melhor altura para um bebé ir para a natação, sendo que a natação faz bem em qualquer idade, o que acontece é que os bebés antes dos 6 meses não têm defesas suficientes e ficam muitas vezes doentes, para isso também contribuiu o entrar e sair da piscina com as mudanças de temperatura. Para ele perto dos 12 meses e após o tempo frio é a melhor altura

Outra coisa que o leva a ter esta opinião e faz toda a lógica é tão simples e ninguém pensa nisso. Os bebés são muito sensíveis e pode acontecer alguma coisa durante a aula, por mais leve e subtil que seja e que nem a mãe nem o professor se apercebam, que pode levar o bebé a começar a não gostar de água e muitas vezes os pais não percebem o motivo do medo dos filhos mas ele está lá, arrumado dentro deles e tudo por causa de um pequeno pormenor.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Entender ou Não Entender

Eu sei que vai ser de resolução simples mas entretanto enquanto ele não se decide eu fico cheia de nervos, com o estômago ás voltas e sem vontade de comer só porque não o consigo entender.

Ele ameaçou na semana passada e pelos vistos está a concretizar esta semana e eu não sei o que fazer porque ele decidiu mandar vir por tudo e por nada, chorar se vou à casa de banho, se o sento no chão para lhe fazer o comer, se o sento na cadeira para comer, se o deito para mudar fralda se me levanto para ir baixar ou levantar o som do pc, se... se...se... se... Tudo o que ele quer é que eu fique ali, só ali, sentada ao pé dele, mais nada.

Eu já vi este "filme" quando ele nasceu e regressou dos cuidados intensivos e decidiu que não dormia mas era um recém nascido e eu passei dias agarrada a ele para não protestar e não chorar, ficar calmo e tranquilo porque, no meu entendimento, se ele o faz é porque alguma coisa não está bem e eu sei o que dói chorar.

E diz-me um colega quando lhe digo que estou cansada e cheia de nervos:
- Ah pois é um filho dá trabalho!!!
Respondo:
- Não me importo com o trabalho que ele dá mas importo-me com o facto de não saber o que ele tem para o poder ajudar.

Cada um sabe tem a sua forma de encarar a maternidade e a minha resume-se ao facto de eu ter de saber e compreender, tentar entender o quê e o porquê do que acontece para lhe proporcionar o melhor bem estar emocional possível. 

Eu existo para o ajudar a crescer, ensinar o que eu acho ética e moralmente correcto mas ele tem sempre as suas opções porque é um ser independente que existe para lá da minha existência, com a sua personalidade. Cabe-me ajudar a que seja a melhor personalidade possível de forma a formar um cidadão útil e competente para viver em sociedade. Eu não sou sua dona. 

Cabe-me entender o que se passa com ele, arranjar soluções que encaminhem noutra direcção se eu não concordar com as dele, principalmente na fase de crescimento, em que o entendimento deles não está moldado para viver nas regras civis mas sem desvirtuar quem ele é. 

Quando eu não o consigo entender e ele fica neste estado emocional dependente e instável é o cabo dos trabalhos... Felizmente, em quase um ano esta é só a segunda vez que eu ando com os cabelos em pé.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Fins de Semana de 4 dias JÁ

Aproveitando a coisa das eleições faço desde já a minha reivindicação e só voto no partido que me conceder este desejo: Quero Fins de Semana de 4 dias JÁ!!! Não consigo descansar só com 2 dias.

O Diogo acorda ás 6.30h. Não estranhem porque lá em casa acordamos ás 5.30h para ir trabalhar, se ele nos ouve também acorda e anda de gatas atrás de nós. Tanta energia e alegria logo pela manhã é um encanto.

Ás 7.00h está a comer ou está em vias disso porque não convém baralhar os horários, nem ele deixava. Pelo meio alguém se levanta e vai arrumando qualquer coisa porque tem de aproveitar estes minutos para ir mantendo a casa organizada e prepara as coisas para ir para a praia.

8.30h/9.00h - Já estamos na praia. Óptima hora para crianças e para não me deixar os cabelos em pé com os gritos dos pais a ralhar com filhos.

A praia tem toda uma componente lúdica que necessita de atenção e preparação: preparar o chapéu de Sol (e dos bons que nós cá não vamos em plásticos e em coisa malucas da Decatlon), despir e vestir o menino com o seu calção sexy de morrer, preparar as nossas coisas e os brinquedos do menino - ultima aquisição que nos tira completamente o sossego e que foi ideia minha: BOLAAAAAA!!!!!

O bebé chegava e sentava-se a brincar, pegava-se nele ao colo e ele ficava à beira de água a levar com as ondas mas aquilo estava a fazer-me uma confusão porque eu sonhava com um croquete de areia e ele não se queria sujar. A bola mudou toda a dinâmica da coisa, ele vai atrás dela sozinho ou chama-nos para o meter-mos em pé para ir a andar atrás dela e acaba por chegar à água onde fica sentado a brincar com as ondas e gosta muito. Cansa-mo-nos, mas senti-mo-nos tão encantados que nenhum de nós o deixa porque não queremos perder estes momentos.

10.00h - Hora de comer e como já está à vontade na praia, já quer comer e dormir o soninho da manhã. Um tenta adormecer e outro toma conta. Quando estamos todos prestes a começar a ressonar são 11.00h/11h30 e está na hora de ir para casa porque existem horas e temperaturas para as crianças estarem na praia. Toca a arrumar tudo.

Entre soninhos, papas e banhos o Diogo está tão cansado que ou dorme até casa ou fala pelos cotovelos e ri-se, pede beijinhos e fecha os olhinhos ternurentos com as minhas festinhas.

12.00h - O Diogo come. Um de nós prepara o nosso almoço e o outro adormece-o. 

São 13.00h e o mais certo é o Diogo estar a dormir e nós a almoçar, com sorte ele dorme 2 horas o que nos permite descansar um bocadinho. Quando estamos a dormir "ferrados" e a sonhar que só vamos acordar dali a 3 dias o Diogo acorda. Brincadeira, mimos e atenção são a tónica lá de casa porque afinal quem lá manda é ele.

Lancha ás 16h.

Agora ás 17.30h, aos sábados, ele tem natação. Mais uma mala, mais uma muda de roupa e mais veste e despe e despe e veste e...uuffaaaaaa. Acaba a natação e lava e despe e veste... Se não for a natação é alguma coisa que precisamos fazer.

Ás 19h o Diogo tem de estar a jantar porque se ás 20h não estiver a dormir ou em preparação para o soninho grande, ninguém o atura. O meu filho é assim só tem mau feitio com sono ou fome.

São 21h/ou 21.30h, já comemos ou petiscámos alguma coisa e agora??? Agora o melhor é sentar-mo-nos um bocado a ver televisão.

1
2
3
... adormece-mos... 

Sonho com o euromilhões, a empregada que não tenho, com mais um dia SÓ de descanso. Já são 8h da manhã de segunda-fira, estou a trabalhar e a olhar ansiosamente para o relógio à espera que as horas passem para ir ter com o meu fraldinhas...o amor da minha vida!!!



Ebay #4 - Primeiro Copo

Ahhhhh finalmente uma coisa útil... quer dizer tudo é útil mas esta é muito útil porque o preguiçoso do meu filho não bebe água do biberão. Biberão é para leite e Ponto Final Parágrafo. 

Aqui a mamã andou à procura de um copinho e ia morrendo com os preços porque não encontrava nada mais barato que 14€, já andava a dizer cobras e lagartos com outros nomes feios à mistura e acabei por ser mais uma vez salva pelo Ebay, desta vez Ebay UK.
5,44€
Porque tive de pagar portes de envio.
Com 3 buraquinhos no bocal e livre de BPA.


quinta-feira, 15 de maio de 2014

Ebay #3 - Vários Brinquedos

4.21€
Não dá para a idade de 11 meses porque tem peças pequenas que se podem soltar facilmente mas é muito divertido ver a cara do Diogo a ver o carro andar sempre "na bisga" e sempre a direito.

2,41€
Comprei o B por divertimento quando ele me apareceu com uma nódoa negra no joelho mas logo a seguir lembrei-me que é mais fácil e económico cortar as mangas de uma camisola que já não sirva ao bebé. 
Para primeira fase de andar de gatas porque ajuda a deslizar e facilita o entendimento dele na coordenação de movimentos porque os joelhos não ficam presos ao chão.

2,80€
Adorei e comprei. Eu já me diverti com ele mas ainda não o posso dar ao bebé porque ele não o vai entender. 
A caneta abre-se e enche-se de água , depois é só desenhar no quadro e desaparece ao fim de 5 minutos. Amei.
5€
É muito giro, seguro e fácil de usar porque basta um ligeiro empurrão para andar imenso.
O Diogo tem-se divertido comigo rodar o camião e ele a tentar apanhar.
(vejam o preço deles na Imaginarium  e chorem)

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Mãe Gata abraça a sua Cria - Vídeo

Existem coisas tão fofinhas e tão cheias de ternura, no nosso Mundo, que é impossível passarem despercebidas e não serem partilhadas.


terça-feira, 13 de maio de 2014